Dicas que a motoescola não ensina

Algumas dicas que a motoescola não ensina e são bem importantes na pilotagem em duas rodas, por  Mulheres de Moto

 

1) Ande com o farol aceso, mesmo de dia.

O motociclista precisa estar sempre visível. Precisamos nos fazer bem aparentes. Muitas vezes os outros veículos não nos vêem, então coloque luzes, capacete colorido, o que for, mas esteja sempre no campo de visão de todos os veículos.

* Vale dizer que com uma scooter Motorino você naturalmente já chama a atenção por onde passa.
😉 *

 

 

 

2) Nunca fique atrás do meio dos carros com o trânsito em movimento.

Primeiro porque eles podem frear bruscamente, o que fará você colidir em sua traseira. Segundo, porque ele passa por buracos no eixo central do veículo que você não enxerga à frente e você vai parar em cheio dentro deles. Mantenha-se sempre atrás dos cantos dos veículos, para caso você precise desviar e entrar rapidamente no corredor. Mantenha distância de caminhões e veículos muito grandes e que podem te sugar com o vento para perto deles, principalmente nas estradas.

 

 

 

 

3) Nunca pilote com sono.

Nem alcoolizado. Nem com fome. Não preciso dizer que entorpecentes estão totalmente fora de cogitação, né? Durma bem, alimente-se, esteja atenta e ligada. Alguns amigos brincam que para pilotar moto você tem que estar “sangue nos zóio” (rs), ou seja, nada de moleza!

 

 

 

 

4) Conheça bem a sua moto.

Crie intimidade com sua companheira de aventuras. Como se vocês fossem verdadeiras amigas. É ela quem vai te levar a muitos lugares, então você precisa conhecê-la. Na garagem de sua casa, com ela parada, segure-a apenas com as pernas, com uma mão, com o quadril. Sinta o peso de sua moto. Tenha consciência de que ela é mais pesada do que você, e no caso da moto de algumas meninas, muito mais pesadas do que aguentamos. Tente acessar os comandos da moto sem olhar. Acione o pisca, mude a marcha, tudo sem olhar para os comandos e guidom. Saiba onde está cada componente de sua moto, pedais, bateria, compartimentos… leia o manual, pesquise vídeos na internet. Na hora da emergência você sabe onde fica a caixa de ferramentas de sua moto?

 

 

 

5) Não tenha medo de tirar dúvidas.

Ande sempre com motociclistas mais experientes. Pegue dicas com namorado, amigos, turma do moto clube, não tenha vergonha de perguntar nada. Não se importe se rirem de você, o importante é você saber aproveitar várias dicas preciosas que alguém diz, e que talvez demorasse anos para você descobrir por conta própria. Moto é amizade, é compartilhar. Motociclista de verdade tem humildade suficiente para ajudar os irmãos.

 

 

6) Na dúvida, acelere.

Na subida, quando precisar sair de uma situação de risco, quando for desviar. A parte da física que mantém as motos em equilíbrio é a ciclística e ela diz que, se a roda estiver em movimento, ficará em pé. Nem sempre frear é uma boa opção. Viu que a moto está começando a perder o equilíbrio ou a morrer, acelere. A velocidade a manterá em linha reta. Lembre-se sempre de sua querida bicicleta que você tanto andou na infância, rs.

 

 

7) Sempre confira a previsão do tempo.

Motociclista esperta é aquela que já tem um kit capa de chuva em seu bauzinho. Hoje em dia a maioria dos smartphones têm a temperatura do dia inteiro. Hoje vai chover? Capa de chuva nela! É feio, desengonçado? Sim, mas evita de você chegar encharcada no trabalho e ficar congelando no ar condicionado do escritório com a roupa molhada. Vai fazer sol? Ótimo! Curta de monte sua motoca, feliz por aí. Nem preciso dizer que o cuidado com a pilotagem no tempo chuvoso é redobrado, hein meninas? Mantenha mais distância do que em um dia seco, pois a frenagem com o piso molhado precisa de mais tempo devido às derrapagens, principalmente em motos que não possuem freios ABS.

 

 

 

8) Fique atenta à manutenção.

Revisão de acordo com o que a concessionária pede, para trocar óleo e filtro são essenciais. Fique de olhos também nas pastilhas de freios, nos fluídos e se o pneu não está careca. Arrume um mecânico camarada e leve sua companheira sempre na mesma oficina. Aquele que te dá várias dicas (mesmo sem você entender onde fica a rebimboca da parafuseta) precisa ser seu verdadeiro confidente, rs.

 

 

 

9) Os outros motociclistas são seus melhores amigos.

Saiba conviver com todos no trânsito. Não xingue os motoristas. Quanto aos motofretistas, tão comuns em cidades grandes como São Paulo, estes devem ser seus “parceiros”. Na hora do aperto são eles que te ajudam. Desequilibrou da moto, são eles que vão te levantar. Cumprimente os demais motociclistas no farol fechado. Puxe conversa com eles. Você verá que por trás daqueles olhares dentro de um capacete há seres humanos, cada um com suas histórias, suas vidas, mas todos (na maioria das vezes) prontos a te ajudar, caso seja preciso. Nestas horas é bom ser mulher e precisamos do cavalheirismo, tão em falta hoje em dia, mas que por incrível que pareça, ainda existe um pouco no meio motociclístico.

 

 

 

 

 

Fonte:

mulheresdemoto.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

©2008-2018 Motorino - Todos os direitos reservados. CNPJ: 12.755.059.0001-79 / Inscrição Estadual: 90537588-16
E-mail: contato@motorino.com.br | Fone: (41) 3078 7007 | Endereço: Rua Nunes Machado, 1254, Centro, Curitiba-PR
PROCONVE